top of page

Como abrir um processo por uso indevido de imagem?.

No Brasil, a proteção da imagem está garantida tanto pela Constituição Federal quanto pela Lei de Direitos Autorais (Lei nº 9.610/98). Ela é considerada um direito personalíssimo e, por isso, não pode ser utilizada sem autorização prévia, salvo algumas exceções previstas em lei. O uso indevido pode ocorrer de diversas formas, incluindo, mas não se limitando a:


  • Publicação não autorizada em redes sociais ou sites.

  • Uso comercial sem consentimento.

  • Montagens ou edições que prejudiquem a reputação da pessoa.


A seguir, detalhamos como abrir um processo por uso indevido de imagem.


Símbolos da justiça e documentos legais sobre a mesa.

Passos para abrir um processo por uso indevido de imagem.


1. Reúna provas.


É essencial coletar todas as evidências do uso indevido da imagem. Isso inclui:


  • Capturas de tela de redes sociais, sites ou publicações impressas.

  • URLs de páginas onde a imagem foi usada indevidamente.

  • Testemunhos de terceiros que possam confirmar o uso não autorizado.

  • Documentos que comprovem a identidade da pessoa retratada.


2. Documente a autorização ou ausência dela.


Se você deu autorização para o uso da imagem sob certas condições, mas estas foram violadas, ou se nunca deu autorização, certifique-se de que isso esteja bem documentado. Guarde contratos, mensagens ou e-mails que demonstrem a ausência de autorização ou condições para o uso.


3. Consulte um advogado especializado.


Procure um advogado especializado em direitos autorais ou direito de imagem. Ele irá orientar sobre as melhores estratégias para o caso e identificar se cabe uma ação cível (indenização) ou penal (crime contra a honra).


4. Tente uma negociação extrajudicial.


Antes de partir para a via judicial, seu advogado pode tentar um acordo extrajudicial com a pessoa ou empresa que usou sua imagem indevidamente. Isso pode ser feito por meio de:


  • Notificação Extrajudicial: Informando a violação e solicitando uma indenização.

  • Proposta de Acordo: Oferecendo um valor de indenização para evitar a judicialização.


5. Inicie o processo judicial.


Caso a negociação não tenha sucesso, seu advogado irá abrir um processo judicial. Para isso, são necessárias as seguintes etapas:


  • Petição Inicial: Documento que formaliza a queixa ao juiz, indicando as provas, fatos e pedido de indenização.

  • Audiência de Conciliação: O juiz pode agendar uma audiência para tentar conciliar as partes.

  • Produção de Provas: Ambas as partes apresentam provas e testemunhos.

  • Sentença: O juiz dará a sentença determinando o valor da indenização e outras medidas necessárias.


6. Acompanhe o processo.


Mesmo com a representação de um advogado, é fundamental acompanhar de perto o processo, fornecendo mais provas ou esclarecimentos quando necessário.


 Advogado reunindo provas sobre um caso de uso indevido de imagem.

Base legal para proteção da imagem.


  • Constituição Federal (Art. 5º, X): Garante a inviolabilidade da imagem, privacidade e honra.

  • Lei de Direitos Autorais (Lei nº 9.610/98): Protege obras autorais e direitos conexos.

  • Código Civil (Art. 20): Proíbe o uso não autorizado de imagem, exceto em casos de interesse público.

  • Código Penal (Art. 139, 140, 141): Trata dos crimes contra a honra, como difamação, injúria e calúnia.


Exceções ao direito de imagem.


Nem sempre é necessário autorização para o uso da imagem. A Lei de Direitos Autorais prevê exceções em casos como:


  • Interesse Público: Quando há interesse público relevante, como eventos esportivos ou políticos.

  • Imagem em Grupo: Se a pessoa estiver em um grupo, como em uma multidão, e não for o foco principal da foto.

  • Retrato de Funcionário Público: Em função do cargo ou atividade que exerce.


O processo por uso indevido de imagem pode ser complexo, mas é uma etapa importante para garantir a proteção dos direitos autorais e pessoais. Seguir os passos corretos e reunir provas suficientes é fundamental para obter sucesso na reivindicação de seus direitos.


Descubra como abrir um processo por uso indevido de imagem, seguindo as etapas desde a coleta de provas até a ação judicial. Saiba quais leis protegem seu direito à imagem no Brasil.


Ah, e só para não esquecer: tanto os textos quanto as imagens que adornam nosso blog têm seus direitos autorais devidamente registrados! Portanto, fica a dica: é proibido reproduzir, seja totalmente ou parcialmente, qualquer um desses conteúdos sem uma autorização prévia e por escrito. Proteja a criatividade, respeite o direito autoral!


Comentários


bottom of page