top of page

O que cobrem os direitos conexos?.

Os direitos conexos são uma categoria de direitos autorais que protegem os interesses de pessoas e entidades que, embora não sejam os criadores originais de uma obra, contribuem significativamente para a sua realização ou disseminação. Esses direitos visam beneficiar intérpretes, produtores fonográficos e empresas de radiodifusão, reconhecendo o seu papel na valorização das obras intelectuais.


Os direitos conexos são regulamentados pela Lei 9.610/98 (Lei dos Direitos Autorais - LDA), que define as suas atribuições e os diferencia dos direitos autorais.


Representação gráfica de intérprete, produtor fonográfico e empresa de radiodifusão, ilustrando o conceito de direitos conexos.

Intérpretes:


Os intérpretes são artistas que executam, representam, interpretam ou declamam uma obra. Segundo a LDA, eles têm direitos sobre suas performances. Isso inclui direitos morais e patrimoniais:


  • Direitos Morais: Direito de serem identificados como intérpretes e de impedir qualquer modificação prejudicial à sua reputação.

  • Direitos Patrimoniais: Direito de autorizar ou proibir a reprodução, comunicação ao público e distribuição das suas interpretações.


Exemplos de Intérpretes:

  • Músicos em apresentações ao vivo ou gravações

  • Atores em filmes ou peças teatrais

  • Bailarinos em espetáculos de dança.


Produtores Fonográficos:


Os produtores fonográficos são as entidades ou pessoas físicas que organizam e financiam a gravação de obras musicais. Eles também possuem direitos sobre as gravações que produzem:


  • Direito de Reprodução: Direito de autorizar ou proibir a cópia das gravações.

  • Direito de Distribuição: Controle sobre a forma como as gravações são distribuídas ao público.

  • Direito de Comunicação ao Público: Direito de autorizar a execução pública das gravações.


Exemplos de Produtores Fonográficos:

  • Gravadoras.

  • Produtores independentes.


Empresas de Radiodifusão:


As empresas de radiodifusão são responsáveis pela transmissão de obras ao público, seja por rádio ou televisão. Seus direitos incluem:


  • Direito de Fixação: Direito de autorizar ou proibir a gravação de suas transmissões.

  • Direito de Reprodução: Direito de autorizar ou proibir a reprodução das gravações das transmissões.

  • Direito de Retransmissão: Controle sobre retransmissões ao vivo ou diferidas das suas transmissões.

  • Direito de Comunicação ao Público: Direito de autorizar a exibição de suas transmissões em locais públicos.


Estúdio de rádio com locutor e equipamentos modernos, simbolizando os direitos das empresas de radiodifusão.

Diferenças Entre Direitos Autorais e Direitos Conexos:


  • Natureza dos Titulares: Os direitos autorais pertencem aos criadores das obras, enquanto os direitos conexos protegem aqueles que contribuem com a execução ou difusão das mesmas.


  • Duração dos Direitos: Os direitos conexos geralmente têm duração inferior à dos direitos autorais. Por exemplo, os direitos dos intérpretes e produtores fonográficos duram 70 anos após a execução ou publicação.


  • Objeto da Proteção: Enquanto os direitos autorais protegem a criação original, os direitos conexos protegem a execução, produção ou difusão dessa criação.


Os direitos conexos são fundamentais para proteger os interesses de intérpretes, produtores fonográficos e empresas de radiodifusão, reconhecendo suas contribuições para a valorização e disseminação das obras intelectuais. Ao respeitar esses direitos, promovemos um ambiente mais justo e sustentável para todos os envolvidos na cadeia criativa.


E você, já registrou suas criações musicais ou performances? Aproveite os benefícios do registro de direitos autorais e direitos conexos por meio do nosso site direitoautoral.com.


Ah, e só para não esquecer: tanto os textos quanto as imagens que adornam nosso blog têm seus direitos autorais devidamente registrados! Portanto, fica a dica: é proibido reproduzir, seja totalmente ou parcialmente, qualquer um desses conteúdos sem uma autorização prévia e por escrito. Proteja a criatividade, respeite o direito autoral!


Comments


bottom of page