top of page

Qual o valor da indenização por direito de imagem?.

Direito de imagem é uma garantia fundamental assegurada pela Constituição Federal e regulamentada pelo Código Civil e pela Lei de Direitos Autorais (Lei 9.610/98). Ele protege a representação da pessoa, garantindo a privacidade e a integridade moral de cada indivíduo. A indenização por direito de imagem, seja pelo uso indevido ou pela violação dessa proteção, pode variar de acordo com fatores específicos.


Imagem representando a importância do respeito ao direito de imagem, com um indivíduo em destaque e sobreposição de ícones de privacidade.

Fatores Considerados na Indenização.


A indenização é definida pela justiça considerando os seguintes fatores:


  1. Gravidade da ViolaçãoA natureza da violação e a extensão do dano causado são primordiais. A exposição vexatória, por exemplo, pode elevar significativamente a indenização.

  2. Finalidade do UsoO uso com finalidade comercial, como publicidade não autorizada, tende a ser penalizado mais severamente do que usos informativos ou educacionais.

  3. Impacto na ReputaçãoA magnitude do dano à reputação, seja pessoal ou profissional, influencia diretamente o valor a ser indenizado.

  4. Duração e Alcance da DivulgaçãoDivulgação em mídias de grande alcance e por um longo período amplifica o prejuízo.

  5. Capacidade Econômica do OfensorConsidera-se a capacidade econômica do infrator para evitar indenizações que não sejam proporcionais.


Valores Praticados.


A jurisprudência brasileira não estabelece valores fixos para a indenização, resultando em variações dependendo do caso. No entanto, é possível identificar faixas de valores comuns na prática judicial:


  • Exposição em Rede Social: R$ 5.000 a R$ 30.000Exemplo: Publicação de fotos sem autorização.

  • Uso Comercial Sem Autorização: R$ 20.000 a R$ 100.000Exemplo: Uso de imagem de pessoa famosa em publicidade sem permissão.

  • Uso Vexatório ou Calunioso: R$ 50.000 a R$ 300.000Exemplo: Reportagem que denigre a imagem do indivíduo.

  • Uso em Contextos Sensíveis (ex. Crianças): Acima de R$ 100.000Exemplo: Divulgação de imagens de menores sem autorização dos pais.


Base Legal.


  • Constituição Federal:Art. 5º, X: "São invioláveis a intimidade, a vida privada, a honra e a imagem das pessoas, assegurado o direito a indenização pelo dano material ou moral decorrente de sua violação."


  • Código Civil:Art. 20: "Salvo se autorizadas, ou se necessárias à administração da justiça ou à manutenção da ordem pública, a divulgação de escritos, a transmissão da palavra, ou a publicação, a exposição ou a utilização da imagem de uma pessoa poderão ser proibidas a seu requerimento e sem prejuízo da indenização que lhe couber, se lhe atingirem a honra, a boa fama ou a respeitabilidade, ou se se destinarem a fins comerciais."

  • Lei 9.610/98:Art. 79: "A fotografia, quando utilizada por terceiros, deve indicar de forma legível o nome de seu autor."


Exemplo de Decisões.


  • Caso 1:Uma empresa foi condenada a pagar R$ 20.000 por utilizar a imagem de um influenciador digital sem autorização em uma campanha publicitária.

  • Caso 2:Um veículo de comunicação foi condenado a indenizar uma atriz em R$ 100.000 por publicar fotos em situação vexatória sem autorização.


Imagem de uma tela com símbolos de proteção, ilustrando o conceito do uso indevido de imagens na internet.

O valor da indenização por direito de imagem é determinado caso a caso, levando em consideração a gravidade da violação, o uso dado à imagem e o impacto sobre a reputação do indivíduo. Portanto, é fundamental que criadores e empresas entendam e respeitem o direito de imagem para evitar litígios custosos.


Ah, e só para não esquecer: tanto os textos quanto as imagens que adornam nosso blog têm seus direitos autorais devidamente registrados! Portanto, fica a dica: é proibido reproduzir, seja totalmente ou parcialmente, qualquer um desses conteúdos sem uma autorização prévia e por escrito. Proteja a criatividade, respeite o direito autoral!

Comments


bottom of page