top of page

Renovação de Direitos Autorais: Quando e Como Fazer.

Renovar os direitos autorais é essencial para manter a proteção de uma obra, seja ela literária, artística, científica ou musical. Mas afinal, quando e como devemos realizar esse processo? Vamos explorar juntos os principais pontos para garantir que seus direitos permaneçam protegidos.


Autor segurando uma lupa sobre documentos, simbolizando a renovação e a manutenção dos direitos autorais.

1. Tempo de Proteção dos Direitos Autorais.


De acordo com a Lei de Direitos Autorais (Lei nº 9.610/98), os direitos patrimoniais do autor duram por 70 anos a partir de 1º de janeiro do ano subsequente à sua morte. Para autores de obras coletivas, como enciclopédias e dicionários, esse prazo é contado a partir da data de publicação.

A duração varia conforme o tipo de obra:


  • Obras Literárias e Artísticas: 70 anos a partir de 1º de janeiro após a morte do autor.

  • Obras Anônimas ou Pseudônimas: 70 anos após a primeira publicação.

  • Direitos Conexos (Intérpretes, Produtores e Organizações de Radiodifusão): 70 anos após a execução, fixação ou transmissão da obra.


2. Obras que Precisam de Renovação.


Em geral, a renovação automática não é necessária no Brasil, visto que a Lei já prevê um tempo de proteção claro. Contudo, algumas situações específicas exigem atenção:


  • Registros de Software: Precisam ser renovados a cada 10 anos junto ao Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI).

  • Obras Estrangeiras: A proteção deve ser verificada segundo os tratados internacionais ratificados pelo Brasil.


3. Passos para Renovar os Direitos Autorais.


  • Identificar a Necessidade de Renovação:

  • Verificar a data de validade dos direitos e os prazos previstos.

  • Obras de software e registros feitos no exterior exigem atenção especial.

  • Realizar a Renovação:

  • Softwares:

  1. Acessar o site do INPI e preencher o formulário de renovação.

  2. Pagar a taxa de renovação.

  3. Enviar a documentação necessária.

  • Obras Estrangeiras:

  1. Verificar a legislação do país de origem e os tratados ratificados pelo Brasil.

  2. Atualizar registros locais, se necessário.

  • Documentar o Processo:

  • Manter um histórico das renovações realizadas.

  • Guardar os comprovantes de pagamento e protocolos.


 Ilustração de um software sendo registrado online no INPI.

Renovar os direitos autorais é fundamental para garantir a proteção contínua de uma obra. Embora a Lei nº 9.610/98 já forneça uma proteção sólida, situações específicas como o registro de software e obras estrangeiras requerem uma renovação ativa. Lembre-se de verificar sempre a necessidade de renovação e seguir os procedimentos legais para manter seus direitos autorais seguros.


Ah, e só para não esquecer: tanto os textos quanto as imagens que adornam nosso blog têm seus direitos autorais devidamente registrados! Portanto, fica a dica: é proibido reproduzir, seja totalmente ou parcialmente, qualquer um desses conteúdos sem uma autorização prévia e por escrito. Proteja a criatividade, respeite o direito autoral!

Comments


bottom of page